Atenção no banho dos bichinhos de estimação

Facebook Twitter Google + Pinterest Linkedin Reddit
Atenção no banho dos bichinhos de estimação

Especialista explica quais produtos adequados para a higiene dos animais

O dia do banho é um dos mais odiados pelos animais de estimação – imaginamos os humanos. Isso porque, é só ouvir a palavra, que saem correndo. São raros aqueles que amam passar um tempinho de baixo d’água. Mas só água não tira toda a sujeira acumulada pelos bichinhos durante a semana. Os donos, então, recorrem a sabonetes, xampus e condicionadores veterinários. Mas nem todo dono tem a consciência de comprar produtos específicos para eles e utilizam sabonetes comuns, para humanos. Entretanto enganam-se os que pensam que tanto faz, e especialistas explicam por quê.
Usar sabonetes ou qualquer outro tipo de produto voltado para humanos, nos pets, pode ser extremamente prejudicial para suas peles. “O ph da pele dos animais é diferente da dos humano. O sabão inapropriado pode ressecar ou até mesmo deixar a pele oleosa”, explica a médica veterinária Ingrid Atayde. O portal Agenda Pet atenta, especialmente, para o uso equivocado de sabonete com hidratantes ou ainda para aqueles de coco. Ambos causam problemas e desequilíbrio no ph da pele dos bichinhos. O sabão de coco, por exemplo, é extremamente alcalino e, por isso, não é recomendado.




Dentre os males, além da possibilidade de ressecamento e oleosidade excessiva, o animal pode sofrer com alergias, contaminação por causa da alergia, mal-estar, abertura de feridas e seborreia oleosa, conforme explica a veterinária. “A seborreia gera uma espécie de caspa que coça bastante”, relata. Para quem está pensando que podem ser problemas simples e de rápido tratamento, Ingrid ressalta que problemas de pele em animais são muito difíceis de tratar e que é melhor seguir o clichê de prevenir a remediar.
Além disso, a veterinária atenta para o fator cheiro. É comum que os donos escolham o xampu e todo o kit limpeza de seu bichinho pelo melhor cheiro, segundo os próprios critérios. Porém o ideal, de acordo com Ingrid, é que o produto tenha nenhum cheiro. Isso porque o olfato dos animais é extremamente apurado, e o cheiro, que agrada os humanos, pode ser irritante para eles.




“Sabe quando o cachorro chega do pet shop e sai se esfregando nas coisas? É porque ele está querendo se livrar do cheiro pós-banho e retomar o cheiro natural e da casa onde mora, que é o cheiro de que gosta”, explica. Ainda segundo ela, isso pode ser um problema para os gatos, porque eles são reconhecidos no bando pelo cheiro. Quando voltam para casa, onde têm companhia de outros gatos, podem não ser reconhecidos e, até mesmo, apanhar dos colegas.
Caso o dono queira fazer procedimentos que vão além do banho, devem procurar ajuda profissional. Aquelas pessoas que gostam de tingir os pelos dos pets não devem, jamais, fazer em casa nem, muito menos, utilizar tintura comum ou para cabelos humanos. O procedimento deve ser feito em pets shops especializados. Se você achar que o pelo do cão ou do gato está muito ressecado, mesmo que utilize produtos apropriados, recomenda-se que a hidratação seja feita, também, por profissionais. Na hora de dar banho no seu animal de estimação, pense em sua saúde, afinal, o preço dos produtos de banho pet não são caros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *