65 aves e répteis são apreendidos em bares, casas e açougue de BH

Facebook Twitter Google + Pinterest Linkedin Reddit
65 aves e répteis são apreendidos em bares, casas e açougue de BH

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) informou que apreendeu em Belo Horizonte, no mês de janeiro, 60 aves e cinco répteis. Os animais não tinham autorização para ficar em cativeiro e foram encontrados em casas, bares e até em um açougue. Durante a operação contra o tráfico ilegal de animais silvestres, cerca de R$ 58 mil em multas também foram aplicadas.

Além de canários-da-terra, trinca-ferro, canários-bicudos, azulões, sabiás, papa-capins, tico-ticos, pintassilgo, bico-de-veludo, maritaca e papagaio-verdadeiro também foram apreendidos uma iguana e um cágado-de-barbicha.

“O bicudo está ameaçado de extinção de acordo com as listas das espécies da fauna ameaçadas de extinção no estado de Minas Gerais e no Brasil. Já o papagaio-verdadeiro, a maritaca e a iguana estão listados na Cites (Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção)”, explica o chefe de fiscalização da Fauna da Semad, Daniel Colen.

Segundo Colen, nenhum dos infratores tinham permissão para manter os animais. “Os infratores alegaram que ganharam os animais de amigos ou parentes de cidades do interior do Estado”, explicou.

As multas para quem possui fauna silvestre em cativeiro variam de R$ 830,73 a R$ 8.307,31 para cada animal, sendo os valores mais altos aplicados nos casos de espécies ameaçadas de extinção em livros vermelhos da fauna estadual, federal ou espécies constantes na Cites.

Entrega espontânea

Quem tiver animal silvestre em casa pode entregá-lo espontaneamente em qualquer Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Minas ou pedir o recolhimento pela Policia Militar de Meio Ambiente (PMMA). A entrega voluntária afasta sanções administrativas e criminais previstas na legislação ambiental.

As denúncias sobre o tráfico e guarda ilegal de animais silvestres podem ser feita pelo telefone 155, pelo e-mail: denuncia@meioambiente.mg.gov.br, presencialmente ou via postal (Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves – Sisema – Rodovia Prefeito Américo Gianetti, s/nº, Edifício Minas -1º andar – Serra Verde – CEP 31.630-900 – Belo Horizonte/MG).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *